ITLS - International Trauma Life Support

ITLS - International Trauma Life Support

ITLS - International Trauma Life Support

Inscreva-se em uma de nossas turmas.
Filtrar turmas por:


No momento não há datas disponíveis para esse curso.

 

I.T.L.S. Pré-Hospitalar na Área de Trauma – Avançado

CURSO: I.T.L.S. ADVANCED – MÓDULO AVANÇADO
Curso Pré-Hospitalar na Área de Trauma

Formação acadêmica: nível superior
Público alvo: médicos, enfermeiros e acadêmicos a partir do 7° período para enfermagem e 9° período para medicina
Carga horária: 20 horas de atividades teórico-práticas
Livro utilizado: International Trauma Life Support – I.T.L.S.  ATENÇÃO- livro é em inglês, na versão 7, já incluído no valor do curso
Certificação: International Trauma Life Support – I.T.L.S.

Objetivo central do curso: atendimento sistematizado nos primeiros dez minutos e durante o transporte de um paciente vítima de trauma. Atendimento inicial ao politrauma, com postura profissional adaptada aos tipos de eventos possíveis, no seu contexto real do mundo do trabalho. Estar ciente da necessidade de tomada de decisão rápida e diferenciada.

Manuseio dos principais equipamentos usados em reanimação ao trauma no contexto pré-hospitalar.

Habilidades:

  • Bases tecnológicas para as estações práticas contextualizadas;
  • Fornecimento de oxigênio suplementar utilizando diferentes tipos de equipamentos;
  • Via aérea básica e VA avançada;
  • Manuseio básico das vias aéreas com dispositivos auxiliares: técnicas de ventilação no adulto. Uso de cânulas oro e nasofaríngeas;
  • Demonstração para o acesso avançado emergencial às vias aéreas no adulto: intubação oro traqueal. Uso da máscara laríngea e do Combitube;
  • Confirmação primária e secundária da colocação da via aérea avançada. Identificação de intercorrências relacionadas à intubação (obstrução, pneumotórax, extubação, falha de equipamento, etc);
  • Interpretação clínica da oximetria de pulso. Problemas comuns na sua leitura;
  • Técnicas de monitoração cardíaca;
  • Técnicas, indicações e cuidados em imobilizações no trauma;
  • Exame da vítima. Exame primário ou rápido, secundário ou detalhado e de reavaliação;
  • Condutas no atendimento ao trauma de: tórax, cabeça, abdome, coluna, extremidades, queimaduras, trauma do idoso, gestante e crianças;
  • Discussão de casos clínicos comentados, através de estações práticas;
  • Estabelecer uma organização de atitudes prioritárias e cuidados iniciais ao politrauma no contexto se seu próprio ambiente de trabalho. Correlacionar o exame da vítima com os possíveis diagnósticos. Após esta abordagem inicial e sistematizada, saber traçar uma tomada de decisão;
  • Habilidades de comunicação verbal e escrita de forma técnica para uma apresentação/descrição do caso clínico, condutas iniciais realizadas e evolução, através de diferentes meios de comunicação disponíveis;
  • Realização, interpretação e objetivos do exame primário ou rápido e secundário ou detalhado no trauma. Reconhecer uma vítima estável e instável. Critérios clínicos de instabilidade. Identificar e reverter, quando possível, situações com risco de vida imediato, principalmente relacionada a problemas ventilatórios e circulatórios.  Importância do exame de reavaliação clínica;
  • Casos clínicos comentados e sempre que possível, extraídos do contexto do trabalho;
  • Exame primário e secundário. Conclusões sobre manobras prioritárias de reanimação;
  • Capacidade de reconhecimento de situações com risco de vida potencial e/ou imediato;
  • Avaliação prática e teórica de desempenho, de acordo com as habilidades adquiridas.

Estrutura curricular

  • Avaliação do cenário
  • Avaliação e abordagem inicial do politraumatizado
  • Abordagem inicial da via aérea
  • Trauma Torácico
  • Avaliação e abordagem do choque
  • Trauma craniano
  • Trauma vértebromedular
  • Trauma Abdominal
  • Trauma das Extremidades
  • Queimaduras
  • Trauma pediátrico
  • Trauma geriátrico
  • Trauma na grávida
  • Vitimas sob a influência de álcool ou drogas
  • Paragem Cardiopulmonar por Trauma
  • Precauções padrão

Critérios de avaliação:

  • Todos os critérios de avaliação são centralizados, de acordo com diretrizes internacionais da Instituição, ou seja, o Chapter não tem autonomia para modificar estes parâmetros de avaliação.
  • A recertificação deverá ser feita a cada dois anos.
  • São constituídos de prova teórica e prática. São atribuídos valores quantitativos (prova teórica) e qualitativos (prova prática).
  • Valores qualitativos para a prova prática: ADEQUADO, BOM, e IP (Intructor Potencial ou Excelente, com potencial para ser instrutor). O percentual mínimo para aprovação na prova escrita é de 74% (setenta e quatro por cento).

TODOS OS PROCEDIMENTOS AVANÇADOS MENCIONADOS NOS CURSOS SÃO PRERROGATIVAS PRIVATIVAS DE MÉDICOS, conforme Resolução CFM nº 1.718/04, art. 1º.