APH - Atendimento Pré-Hospitalar

APH - Atendimento Pré-Hospitalar

APH - Atendimento Pré-Hospitalar

Inscreva-se em uma de nossas turmas.
Filtrar turmas por:


No momento não há datas disponíveis para esse curso.

Curso APH - Atendimento Pré-Hospitalar

O Curso tem por finalidade capacitar equipes de Enfermagem, salvamento e resgate com a utilização de protocolos de atendimento internacionais.

Dirigido para: Equipes de técnicos em enfermagem.

Carga Horária: 16 horas

Conteúdo Resumido:
Avaliação primária e secundária; ABCD do Trauma, Sangramentos; Hemorragia; Choque Volêmico; Choque Neurogênico; Fraturas abertas e fechadas ; Emergências Clínicas, Emergências Neurológicas ; Emergências Cardiológicas; Imobilizações gerais no trauma; retirada de vítimas do local; Transportes de vítimas com e sem Imobilizações; Comunicações por Rádio; Queimaduras; Crises Compulsiva; Reanimação Cardiopulmonar; Utilização do Desfibrilador externo Automático; Emergências Diabéticas, Hipoglicemia/ Hiperglicemia; Parto de emergência em via pública.

Conteúdo Programático:
Trauma
Avaliação e Atendimento (O que fazer ao se deparar com acidentes graves).
Trauma Craniencefálico (Lesões no crânio provocadas por quedas, atropelamentos e outras causas).
Choque Hipovolêmico (Sangramento).
Trauma Raquimedular (Lesões na medula espinhal que podem causar sequelas irreversíveis).
Trauma Abdominal.
Trauma Torácico.
Queimaduras.
Trauma Músculo Esquelético (Fraturas, amputações, torções e outros).
Trauma no Idoso.
Trauma Pediátrico.
Suporte Básico de Vida, Casos Clínicos.
A cadeia de sobrevivência no Adulto (O que fazer primeiro em uma emergência).
Acidente vascular cerebral agudo (Derrame).
Fatores de Risco da doença cardíaca e do AVC (Os fatores que podem causar um infarto ou um derrame).
Reanimação Cardiopulmonar no Adulto.
Desfibrilação Externa Automática (DEA).
Posição de Recuperação (O que fazer quando a vítima volta a apresentar sinais de vida).
Obstrução de Vias Aéreas por Corpo Estranho (Engasgamento).
Suporte Básico de Vida em Pediatria (O que fazer primeiro quando se deparar com uma criança em estado grave).
Síndrome da Morte Súbita do Lactente (uma causa de morte muito comum também no Brasil entre as crianças que ainda mamam, porém pouco divulgada).
Convulsão.
Desidratação.
Sincopes Desmaios.
Crises de Hipoglicemia e Hiperglicemia (Diabetes).
Parto Emergencial (Quem escolhe à hora da criança nascer é a natureza).
Mordidas e Picadas de Animais Peçonhentos.
Intoxicação e Envenenamento.